segunda-feira, 21 de julho de 2008

biografia do MESTRE BIMBA

MESTRE BIMBA


O Criador da Capoeira Regional

Manoel dos Reis Machado, filho de Luís Cândido Machado exímio lutador de Batuque (luta de origem africana muito praticada na Bahia até o começo do século passado) e Maria Martinha do Bonfim, mais conhecido como Bimba, apelido que ganhou ao nascer entre uma aposta de sua mãe e a parteira sobre o sexo da criança(bimba na Bahia é o órgão sexual masculino), teve seu primeiro contato com a capoeira aos 12 anos de idade (1912), ele iniciou na capoeira na estrada das boiadas, hoje bairro da Liberdade, em Salvador. Seu mestre foi o africano Bentinho, capitão da Cia. De Navegação Baiana.

Bimba começou a ensinar em 1918, quando ainda praticava capoeira(que depois criação da Regional veio se chamar de Angola). Seus alunos eram negros e mulatos das classes populares. Mas apesar da pouca idade(18 anos), possuía alunos também de classes privilegiada, como o Desembargador Décio dos Santos Seabra, da família do ex-governador Seabra ; Dr. Joaquim de Araújo Lima , jornalista(Imparcial e Nova Era) e mais tarde governador de Guaporé. Para estes e outros, as aulas eram particulares nos quintais e varandas de suas casas. Monteiro Lobato enviou-lhe uma carta elogiando sua persistência em elevar a capoeira aos níveis atuais, e um livro de sua autoria no qual estava incluso o '22 de Marajó', que contava as façanhas de um marujo capoeirista.

Mestre Bimba um dos capoeiristas mais conceituados em sua época, carismático, lutador temido e jamais vencido em inúmeros desafios e combates públicos, "cantador" e percussionista admirável, discriminado por grande parte dos artistas e intelectuais de Salvador e venerado por seus alunos, realizou uma verdadeira revolução ao criar Capoeira Regional(motivo da discriminação dos artista e intelectuais). Passou a ensinar capoeira – agora chamada luta regional baiana e mais tarde capoeira regional – priorizando as pessoas de nível social mais alto e universitários; isto tiraria a capoeira da marginalidade, e economicamente era muito mais interessante. Abriu sua academia em 1930 (com o alvará saindo em 09/07/1937), sendo a primeira academia de capoeira da história e a quinta termos gerais do Brasil. Recebeu do inspetor técnico de Ensino Secundário profissional, o titulo de registro "que lhe requereu o Sr. Manoel dos Reis Machado, diretor do curso de Educação Física, sito à rua Bananal, 4.

Sobre as inovações introduzidas por Mestre Bimba na capoeira muitos não aceitaram e apenas viram como descaracterização da capoeira que existia. Ele transformou a capoeira, usada para ataque e defesa, praticada por desordeiros e pessoas de classes mais humildes, numa luta com método de ensino próprio tornando-a um verdadeiro curso de Educação Física e criando rituais como: Batizado, Formatura e Especialização, seguindo padrões sociais e acadêmicos, pela própria nomenclatura. Conseguindo assim um grande número de adeptos em todas as classes principalmente entre os universitários, ou seja Mestre Bimba é o responsável pelo interesse de novas classes sociais pela capoeira.

Mestre Bimba também deixou registrado em vinil a sua Regional, gravou um LP chamado Curso de Capoeira Regional, que contém cantigas e os toques de berimbau da Regional, sendo uma referencia para quem quer saber esses, também acompanha um livrete com a biografia do mestre e alguns golpes e movimentos da Regional.

Em 1930 apareceu em sua academia um funcionário do governo que entregou um oficio convidando-o a comparecer ao palácio. Bimba pensou que ia ser preso, pois a capoeira ainda era muito descriminada, mas para sua surpresa o governador/interventor Juraci Magalhães queria apenas que e seus alunos se exibissem para alguns convidados.

Em 1949, seus alunos realizam cinco lutas com lutadores de luta livre em São Paulo, vencendo três por nocaute.

Em 1953, é cumprimentado pelo presidente da Republica, Getúlio Vargas, no palácio do governo em Salvador.

Em 1955, apresentou-se com grande sucesso no Teatro José de Alencar, em Fortaleza.

Em 1956, na festa de inauguração da TV Record, em SP, e no mesmo ano na ABI e no Maracanãzinho, no Rio.

Em 1968, apresentou-se com seus alunos para três mil pessoas na Exposição de Pecuária de Teófilo Otôni, em Minas.

Em 1969, vai ao II Simpósio Nacional de Capoeira, no Rio, patrocinado pela Comissão de Desportos da Aeronáutica, mais fica só um dia dizendo "aquilo não ia dar em nada". No I Simpósio ele havia enviado o Mestre Decânio

Apesar da sua simpatia pelo PC(Partido Comunista), Bimba lecionou muito tempo nos meios militares, em 1930 alunos do CPOR entraram em contato e requisitaram seu Curso de Capoeira Regional, queriam que Bimba desse aulas do forte do Barbalho. Ele foi contra sua vontade, devido aos problemas que os capoeiristas e as classes menos favorecidas tinham com a polícia. Após o primeiro momento e sentindo que financeiramente era um bom negócio, ele deu o curso e se tornou um instrutor muito solicitado por elementos das Forças Armadas. O que mais fascinava os militares era o curso de emboscadas.

Antes de ir para Goiânia, Bimba formou sua última turma, uma formatura muito comentada chamada 'formatura do adeus' depois deste evento ele deixou a Bahia dizendo 'Não voltarei mas, aqui nunca fui lembrado pelos poderes públicos; se não gozar nada em Goiânia, vou gozar do cemitério.' Depois que ele se foi veio a Salvador apenas duas vezes e dizendo que estava tudo bem, mas dona Nair nos disse 'ele foi enganado. Não volta porque é orgulhoso'. Em 05 de fevereiro de 1974 um ano depois que deixou a Bahia, morria o mestre Bimba e foi enterrado em Goiânia. Transladar os restos mortais de Goiânia para Salvador foi difícil, os seus alunos achavam que o lugar dele era Bahia "ídolo não se pertence, pertence ao seu Público."

6 comentários:

taisa disse...

ola meu nome e taisa moro em goianesia-goias
Eu gostei muito da tua historia viu achei muito legal sobre a capoeira beijaoooo para vc

Beatriz disse...

era para min apenas fazer um resumo da vida de mestre BIMBA para a aula de educaçao fisica mais eu acabei gostando da historia dele muito legal


bejinhos

Maressa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
plaza disse...

nossa essa historia ta perfeita

parabéns

tatinháh disse...

oi meu nome taty eu faço capoeira desde os 7 anos me amarrei nesta história...

fal disse...

gostei muito mas dava para falar como foi amorte de bimba